Das comidas leves.

Mal o tempo começa a ficar menos frio (que aqui não se pode chamar quente!), perco apetite.
Apetecem-me só frutas e saladas, frescas, sumos naturais de fruta e misturas pouco convencionais mas que gosto de criar.

image

Ando agora a introduzir muito queijo feta na minha alimentação.  Sinto muita falta do queijo fresco que comia bastante e que aqui não tenho.
O queijo feta também cumpre muito bem o seu papel, e sempre ajudo a economia grega que anda pelas ruas da amargura.
Esta saladinha estava divinal.
Saudável e super apetitosa.  Dá 10 a zero a muitos pratos sofisticados.
Somos o que comemos, e a mim apetecem-me cada vez mais alimentos não muito produzidos, alterados.
Um peixinho grelhado vinha mesmo a calhar.

E caracóis ainda há?
Boa Tarde.

Tropical Day.

image

Já vos tinha falado do mau tempo não tinha?
Pois, acho que as fotografias não são elucidativas o suficiente para vos dar a conhecer o dia que hoje aqui esteve.
Chuva tropical.
Chuva muito intensa, sol de rachar, céu azul estonteante, verde inebriante…
Tenho pena de não ter a coragem de arriscar e sair com a máquina para fotografar.
Mas ela quando vem é muito forte e vem sem aviso.
Fui levar o lixo…50 metros, cheguei a casa parecia um pinto (que apanhou muitaaaa chuva!)
Vamos ver amanhã.
Que este tempo não dá para sequer fiar nas apps. Tudo errado. Todos os dias.

Boa Noite.

Chuva?!?!

varias

Isto já não tem sequer piada.

Já ultrapassou todos os limites do razoável.

Não consigo aguentar isto! Não consigo mesmo!

Chuva?! Com esta intensidade?

Por favor!!!

Das tarefas.

Só agora se notam melhorias no pequeno.
Esteve entretido enquanto organizei roupas.  A azáfama dos últimos dias de escola não me permitiu passar a ferro com a frequência que deveria ter sido.
O resultado não é bom de se ver.

Tirei o dia para isso depois de feitas todas as tarefas diárias a que me proponho diariamente.
Passei a ferro durante horas.
Não sei quantas, prefiro nem as contar..
Fui até ao meu limite. E na hora H parei.
Preciso agora recompor-me.

Boa Tarde.

Da vizinhança.

image

Que tudo isto é muito diferente do que sempre vivi, sem dúvida.
Que as principais diferenças são o clima, as pessoas, a comida, e o modo relaxado com que se vive a vida (profissionalmente e em família), também não tenho dúvidas.

Uma coisa que me intriga são os laços que estas pessoas estabelecem ao longo da vida. O conceito de vizinhança, esse conceito onde nós povos do Sul teimamos em quase considerar como família, a que dizemos Bom Dia, Boa Noite, a quem seguramos na porta se for necessário,  que nos preocupamos em caso de longas ausências. ..pois bem esse conceito aqui não existe.

Nada. Nicles.

Não tenho um único vizinho que conheça. Que saiba o nome, o sorriso,  os hábitos.  Nem um.
Ontem os meus vizinhos da frente mudaram-se.
Não sei quem são ou eram. Nunca os vi.
Mas vi-lhes a televisão acesa durante todo o tempo que aqui viveram. Assistiram a ski durante o Inverno e futebol no Verão.  E desenhos animados.

Era a janela com a Estrela que a fotografia mostra. No Natal ligavam-na algumas horas do dia, só quando vinham para casa.
(A minha Estrela esteve toda a época ligada. Porque preciso dela. Sempre. Todos os dias).

Eles foram embora. Uma escuridão paira onde outrora pairava a claridade da televisão.
Nunca lhes vi a cara.
Mas custa saber que esta Humanidade vive assim. Sem se sorrir, sem se cumprimentar, vivendo em caixotes colados que mais não são do que casulos…

Não é este o meu conceito de Vida.
Não é mesmo.

Boa Noite.

Dessa rede que é o Facebook!

Cada vez que tento escrever tudo o que me vai na alma acerca do que me vai acontecendo na rede social Facebook, verifico que nunca consigo terminar o meu raciocínio.
Ora porque o tempo me falta, ora porque sou interrompida, ora porque não tenho a privacidade necessária, ora porque os dispositivos móveis com que trabalho não me permitem uma ou outra função.
Pode parecer simples mas não é!
Ora o que aqui me traz desta vez é um desabafo.

image

De cada vez que mudo a foto de perfil tenho que me preparar mentalmente para o que lá vem.
Se estou a sorrir é porque estou a sorrir, se estou virada de costas é porque sou mal educada mas e se estou séria?
Bem se estou séria não o posso estar simplesmente! Sou acusada de estar triste, de estar com cara de má ou até pasme-se, que a minha cara mete medo!!!
Bem eu tento ser uma pessoa educada, tento não me passar facilmente mas às vezes tenho que me passar.
Porque aquele é o meu espaço, e eu tenho direito a colocar as fotos que eu bem entender, com as caras e os não sorrisos que eu bem entender!!!

Posso ser acusada de ser fria, radical, mas é assim que eu sou e é assim que eu penso.
Nunca me passaria escrever na foto de quem fosse que a sua cara me mete medo e que ainda bem que estou longe.
Porque acho sinceramente que há pessoas que não tem noção do quão podem ser cruéis em brincadeiras que simplesmente são só parvas.

Por isso deixo aqui o meu desabafo.
Porque este é o meu canto e isto me estava cá entalado.
Boa Tarde.