Entrança.

Nem sequer permitirei nunca não ter força para continuar a minha jornada.. Não vão ser as dores que me vão impedir.. Pode ser sem sorriso, pode ser com lágrimas nos olhos, mas tenho que ser capaz.

**

Sexta feira. 

Dia de trabalho. Não é muito mas tenho que ir.. 

Amanheci mais ou menos, honestamente prefiro não dizer que estou assim ou assado porque nunca sei.. Isto é mutante.. 

Bom dia para esse lado, boa sexta feira

**

Da comida. 

Sei que não sou pessoa que tenha uma relação muito comum com a comida… Tanto me sabe bem como a nada me sabe, tanto me babo, como não me aquece nem arrefece.. 
Tive a cólica renal a 7 de Julho. Faz amanhã 15 dias. Pensei que isto era coisa que durasse um dia, vá dois, mas nunca que me trouxesse tais enfermidades até hoje.. Perdi a conta aos dias com dores, perdi a conta aos analgésicos que evitei em prol do “deixa ver se isto melhora sozinho”.. Tive dores no quadrante inferior direito, fortes de tal ordem, que me levaram ao hospital de novo.. Tive cólicas abdominais terríveis.. e parti do pressuposto que quanto menos comesse menos dores teria. . Fui diminuindo, comendo cada vez menos, ao ponto de quase não comer e nem me lembrar que teria que o fazer.. Fui melhorando das dores e com isso acreditando que o segredo estaria mesmo em comer cozidos e grelhados, evitar coisas pesadas, gordurosas, doces e afins.. E melhorei. Às vezes com fome e ansiando demais por coisas ditas bodega, outras vezes a fome lutando com o lado do cérebro que acha mesmo que a dieta é que me evitou a operação ao que fosse.. 

Sou assim viciada em salada de tomates verdes [sempre verdes], com cebola picada muito miúda, óregãos, e regada a azeite. Não me faz falta o acompanhamento [porque acho que me enche e me vai doer], e tenho passado melhor, embora não normal.. 
Terminei o meu mega projecto deste mês. Está entregue, finalizado e concluído. Como fui capaz não sei, mas fui.  Já dizia o velho ditado “ao menino e ao borracho, põe Deus a mão por baixo”  e estou no meu mês de menina. Talvez tenha sido por isso..
**

Obrigada. 

Eu não aprecio estes “dias internacionais de”.. Acho que foram puras invenções criadas com o advento das redes sociais para aumentar o número de publicações desnecessárias.. Eu não preciso de dias deste e daquele, dias do gelado, de crepes ou de papas.. para me lembrar das coisas ou pessoas.. 

Mas hoje vi isto e pensei que se calhar nunca é demais agradecer, por a vida me ter proporcionado algumas pessoas que sei que me são tremendamente especiais.. Por isso é mais uma vez tempo de agradecer.. 

Obrigada. 

**

On the way. 

Novo dia.. Desta vez com sol a entrar logo de manhã.. 

Que seja um bom dia para esse lado [já agora para este que seja tempo sem dores, quase impossível mas..] 

**

Blue light. 

Ainda não me esqueci que fotografar é do que mais prazer me dá…

Ainda não me esqueci que não ter tempo, nem oportunidade para fotografar não quer dizer que me tenha esquecido que é das coisas que mais prazer me dá e mais ânimo e alento me traz.. 

Ainda não me esqueci que quando estiver de férias me vou agarrar à máquina como se não houvesse amanhã.. Porque há uma cumplicidade muito grande que não se esvai assim. 

O Instagram é a rede social das imagens.. É onde se vê imagens lindas de morrer.. Sou fascinada por páginas de comida, de portraits, de paisagens, de scrapbooking.. Imagens com sombras são fantásticas, hoje entraram aqui pela persiana e apesar das dores [que pioraram de tarde], levantei-me e tentei este efeito.. 

**