São momentos muito complicados de ansiedade.

São as horas que não passam, mas que ao mesmo tempo não percebo se quero que passem depressa ou devagar.

É todo um conjunto de coisas de que não me posso esquecer.

É a ansiedade do meu filho que tambem tenho que ser eu a gerir.

É o medo de um dia não ter ninguém à minha espera.

Enfim, nem sei o que diga.