De como dói..

Sempre ouvi dizer que o coração não dói. Que é impossível, que são os outros órgãos, que é um facto científico, pura ciência portanto, que é uma falsa dor..

Hoje, agora, eu sei que o coração dói e move-se ao ritmo dessa intensa dor.
Senti-o, hoje pela primeira vez.
É um acumular do desnorte. É o corpo a dar sinais.
Lavava a loiça, diariamente como sempre, e começou…intensa, verdadeiramente forte. Movia a cabeça e o corpo, e o coração queria saltar, queria romper o corpo. É uma dor estonteante, fulminante.

Passou de intensa, para descontinuada em picadas. Fortes.
Deus me ajude. Mesmo a sério.

#oneyear #day284

Sabrinas para mim, é um nem sempre, nem nunca!

Gosto, mas não em demasia… Mas no Verão é prático. Mas é fechado… São conjugações que me cheiram sempre um bocadinho a esturro!

 

Bom dia!

284-AnaCapri