Da fragilidade.

É na fragilidade que testamos as nossas forças. É aqui que percebemos aquilo que temos que conseguir fazer para (sobre)viver!

Mas também é na fragilidade que testamos o quanto nos gostamos, ou o quanto temos que nos gostar. Para superar e prosseguir..
É o acordar a fase mais dolorosa para mim. É no acordar que a realidade se nos atravessa e bloqueia. O acordar representa o começar, o erguer, o fazer, o gostar…o viver.

Há dias em que não vence quem eu queria. Nem sempre consigo.
Resta-me a certeza. Que já vivi muito. E que sempre me superei.

Sei que o Mundo está à minha espera no final daquela estrada. E sei que vou ter com ele.

Bom dia.

Advertisements

Mesmo.

Faça por Fazer.