Not me.

Queria ser sempre a forte.

A que se supera, a que tudo ultrapassa, a que teima em se erguer quando não há nada onde agarrar, a que se levanta nem sabe como, a que se esconde por detrás da maquilhagem, a que se ri por fora e por dentro está um caco…

Queria. De facto, queria muito.
Mas não consigo.

Não em todos os momentos. Porque há a musica, porque existem as luzes e os sonhos! E porque em todos esses, em crepúsculos de segundos, eu sou eu mesma.

A que, os mais importantes, sabem como é!

Mas tenho que gostar de mim assim também.
Não só da que se supera e é forte, como da que se emociona e chora diante de um carrossel..

Porque sim.

Boa Noite.

Advertisements

Hope.

O meu país.
As minhas raízes, os meus genes, o meu Eu.
Ao contrário de todos, ou os milhares que conheço que odeiam o seu país, porque é só merda (e a expressão é mesmo esta!!!) e que nem pensar em regressar, e abençoados os que se piraram a tempo para países ricos e desenvolvidos, e porque é uma cambada disto e daquilo, e porque assim e porque assado…….eu faço parte de uma pequena minoria (ás vezes acho mesmo que sou a única!) que defende com garras, dentes e toda a extensão da epiderme, Portugal!!

Para mim não há País Melhor! E não tem a ver com a saudade! Tem a ver com o facto de por vezes ser necessário ver tudo com outros olhos. E muitas vezes ver o que nunca se viu! A espectacularidade que não se viu durante anos, a eficiência, o saber, a humildade aliada ao conhecimento.

Somos muito bons!
E hoje acredito que tenho um país mais justo, que condena e prende (quando assim tem que ser), os mais importantes, os que não olharam a meios para atingir os fins.!!

Não fico feliz com isto, mas fico feliz que tenha, agora, sido punido.

Acerca do político, tratarei num outro post porque este é sobre o meu País e para mim, não devemos, definitivamente, misturar as coisas!

Boa Tarde.