Do pensar.

image

Sou uma pessoa complicada.
Tenho disso a certeza. Sou sensível demais, delicada demais, pensadora demais, quase obsessiva, com uma auto estima ora em alta, ora (muito!) em baixa.
Que se acha a mais horrível, como se tudo estivesse na mó de baixo, desde o cabelo, das madeixas à franja, das pernas tortas, da depilação, das manchas na pele, das rugas que crescem como cogumelos, dos cabelos brancos arrancados com uma pinça, dos dentes desalinhados, das cicatrizes que já se tinham aprendido a aceitar e que agora tem que ser ocultadas, como se o efeito da plástica tivesse desaparecido e fosse necessário fazer outra.

São as minhocas dentro da minha cabeça.
Que me deitam abaixo.

Boa Noite.

Advertisements