Dos dias menos bons.

Há dias em que colocamos a cabeça na almofada e pensamos…”Quero dormir, que venha depressa o amanhã ”

Foi o que me aconteceu ontem.
Os meus lábios rebentados pelo sol estão melhores, a conjuntivite mostra sinais só quando acordo.  E a infecção não está a conseguir resolver-se, terei que utilizar um novo plano.
Ontem foi um dia menos bom.
Que tenho muitos é certo, mas há uns que ainda são menos bons q os piores.

Por vezes vou ler os posts do homólogo do ano passado. Gosto de fazer esse exercício.
Raramente tenho pensamentos diferentes, vejo que sou uma pessoa onde o tempo não altera a sua forma de ser e pensar. Não sei se isto é bom ou mau.

P.S. Ontem bateram-me no carro por trás.  Não é uma sensação muito agradável.  Especialmente porque sou hiper mega cuidadosa e em tantos anos de carta nunca tal me tinha acontecido. Mas a culpa não foi minha e foi assumida de imediato.
Custou-me porque a culpa não foi (também) daquela senhora, mas de um carro emigrante que passou um vermelho,  lançou o caos e fugiu.
Não foi bonito ve-lo a fugir. Não mesmo.

Que hoje seja um melhor dia.

Advertisements