Down…

Há dias assim.
Em que as noites devem ser tormentos,  de guerras, lutas, desesperos.
Acordo toda partida.
Nem comer consigo.
Arranjo forças nem sei onde, para lavar, dobrar, organizar e falta-me “consertar- me” a mim.
São dias sufocantes. Em que, perdida, penso o que fazer (sem encontrar resposta).
Depois fico presa no carro, quase caio em praça pública, rasgo a saia com que tinha andado só uma vez e penso…”Porra se tivesse partido os dentes é que era terrível, agora a saia?!?!
Who cares?!”

Boa Tarde.