Da escrita criativa.

image

Gosto imenso de ler.
Gosto imenso de escrita que me atravessa a alma e se me aloja no coração.
Gosto que outro alguém escreva o que me vai na alma e no peito e va-se a ver nem nos conhecemos, nem nunca nos vimos.
Gosto de escrita criativa.
É por isso que gosto do Pedro Chagas Freitas, da Rita Leston, do Carlos Marcelino e de uma amiga que tenho que escreve também ela o que eu sinto mas que está no peito dela.

Nesta escrita nem tudo é um mar de rosas.
Melhor, não é nenhum mar de rosas!!!
É sofrimento, angústia, paixão assolapada, amor fora do corpo.
Às vezes tenho que parar. E reler os sublinhados que me fizeram rir.
Para me recompor.

Escrita criativa não é para quem não gosta.
Não se vai lendo.
É para quem ama, adora, devora.
Não há meio termo. Ou se ama ou se odeia.

Eu sou viciada.
Completamente. Desde há muito.

Advertisements

Love it!

image

Que raio de orgulho no meu País.
Mesmo.

Amanhecer.

image

Confesso que estava nervosa.
Tive receio que o dia de hoje fosse igual ao de ontem.
Mas não. Felizmente os acidentes, as pernas partidas, a abstinência escolar e social resultou em algo.
Tractores e tractores de pedras e sal..para tornar as estradas transitaveis.

image

Hoje consegui.
Tudo direitinho. Não me senti mais a pior e menos habilidosa condutora do Mundo.
Fui capaz. Cheguei a casa de manhã contente porque tinha conseguido. Conduzir. Apenas conduzir.

Estava com muito medo.
Confesso.

(Está aberta a época das botas de neve com picos. Qualquer look fica sem piada com isto, mas tenho, de facto, muito medo de cair e portanto raramente uso algo para além disto e das pantufas..)

Está cinzento. Muito cinzento.
Bom Dia!!