E quando…

image

E quando do nada nos olhamos e vimos que envelhecemos?
Que as rugas se instalaram e que não é nada fácil dar cabo delas?!
Que às vezes porque o corpo já não nos obedece, não somos capazes de fazer, de dar conta de tudo?!
É preciso ter a humildade e a capacidade de parar para respirar, para ganhar de novo força para recomeçar.

Tive uma semana complicada.
Muita coisa para tratar, para organizar.
Já sabia que estava a exigir demais de mim..eu sinto isso.
Preciso entender (duma vez por todas!) que a minha saúde está primeiro.

Que consiga dormir.
Já só peço isso.

Boa Noite.

Advertisements

Pictures and me.

image

Sei que tenho muito para aprender na fotografia.
Tenho tudo, a bem dizer.
Mas enquanto apenas sei o que sei, enquanto não tiver medo de arriscar, de tirar quantas vezes forem necessárias,  de desistir nalguns casos quando percebo que não consigo, nessa hora, fazer o que, e como gostaria…enquanto isso, tenho a certeza que me vou ajudando…
O som do obturador é fascinante para mim..saber que há pessoas a quem irrita, é para mim algo muito estranho.
O Inverno, a chuva são, a meu ver, as piores (e as melhores) alturas para fotografar.
Detesto cinzentos, embora adore neblinas;
Detesto dias curtos mas adoro as luzes azuladas que só neles aparecem;
Gosto do branco da neve contrastando com o azul do céu;
Gosto das poças de água para reflexos;
E gosto de inventar, criar.
Olhar para folhas, vedações, nuvens, árvores despidas…
Muito mágico.

E ajuda-me tanto. Mas tanto.

P.S. Está fotografia é de telemóvel.