Das horas de sono.

image

Sinto-me de rastos.
Como se não sobrasse uma réstia de força ou energia.
Faço tudo, desdobro-me, vou a todo o lado, faço não sei quantos papéis e depois percebo que preciso dormir.
Que não aguentarei muitos mais dias com noites como as que tenho passado e que logo hoje tenho antibiótico para dar às 2 da manhã.
Penicilina. Em xarope. É um arrepio só de cheirar.

Vim aqui deixar a minha boa noite, porque assim quis e porque assim quero que seja.

Boa Noite!
**