Do amolador.

Das coisas mágicas que a Internet nos oferece..
Quando era pequenina o amolador de tesouras e facas, passava, de tempos a tempos, na minha rua..na rua sem nome, sem alcatrão ou empedrado.

Vinha sempre acompanhado do som.
O som, esse encantador som, tão característico quanto intrigante..
Vinha sempre na sua bicicleta e era sempre sinonimo de admiração, não sei se pela surpresa do seu aparecimento sem data agendada, se pela magia de tornar novas, as facas e tesouras velhas..
Cresci com este som.
E este som nós não ouvimos diariamente em partilhas nas redes sociais, em notícias de telejornal..
Este é o som de um mundo muito especial.
É o mundo captado por uma minha especial.
**