Do Viver.

image

Tenho pensado muito numa série de coisas..
Parece-me que esta era das redes sociais deixa as pessoas muito livres (livres demais na minha opinião) de dizerem tudo aquilo que lhes passa pela cabeça sem cuidar sequer se vão magoar os outros, se há necessidade daquilo escrever..se é indicado sequer..
O Facebook tem que criar urgentemente a possibilidade das pessoas aceitarem ou não comentários, isto é algo básico que para mim não tem qualquer fundamento que não aconteça.

Depois é urgente as pessoas, a sociedade, rever a forma como todos se relacionam (com eles mesmos e com os outros!) nas redes sociais, rever a importância dada, rever quando se começam a escalar níveis de “pura anormalidade”.

Tenho uma amiga, colega de escola, que não me parece bem. Começou a escrever na sua página, de há uns tempos a esta parte, textos com profundas indirectas…que as pessoas são umas falsas, que não prestam..criou uma página de gosto,  portanto numa conta associada à sua, onde se promove. Quer likes, e ameaça por textos e por mensagem privada!!! que quem não colocar like na página dela vai sair das suas amizades…
Ora bem este é a meu ver, um caso que precisa de tratamento por estar a extrapolar o limite do risível.
Eu não tenho paciência para “estas cenas”.

Porque me parece que a Vida, esta Vida, é muito mais para além disto.
É muito para além do Facebook, das páginas de gosto, do Instagram, Twitter e o que por aí há.
As pessoas que mais prezo na vida estão para além do Facebook. Estão dentro do meu coração, a cada segundo, a cada minuto, a cada hora de cada dia. Podia rebentar uma bomba nestes cantos para que algumas pessoas se tratassem..como esta..
Tanto livro de auto ajuda que ela lê,  tanta actividade espiritual e tão doente que está sem se aperceber..
Estou cheinha de medo que me elimine..soubesse ela..o que penso disto.

Enfim, fica o meu desabafo..
Acho mesmo que Viver não é aquilo que fazemos todos os dias. É algo diferente.

Boa Tarde, Meus Especiais.
**