A B12, a D, o Ferro e os Efeitos.

image

Longe estava de imaginar o que se passava com o meu corpo.
Fui ao médico por achar muito anormal todo o cansaço que sentia, por achar que sem razão aparente as pessoas não poderiam acordar de rastos como eu acordava..
Deixei arrastar durante muito tempo..
Porque percebo agora que haviam imensos sinais [que não valorizei]  e que estavam relacionados.

Para além do cansaço extremo, da inércia e do estado depressivo, e estes são os sinais mais evidentes, existiram no meu caso uns tantos outros que, sei-o agora, tudo têm a ver com isto..

1- O formigueiro nas mãos, sentia algumas vezes e desvalorizava fazendo mezinhas caseiras que a minha mãe me ensinou outrora;
2- Cabelo e unhas super fracas… Uma queda considerável de cabelo, que só não se fez notar por o ter numa quantidade generosa, e unhas quebradiças [como a foto mostra] que de tão frágeis me incomodavam [não valorizei, achei que era de lavar a loiça diariamente, várias vezes ao dia];
3 –  Dores de cabeça fora do período para mim considerado normal para as ter;
4 –  Alterações brutais no ciclo menstrual, ao ponto de verificar uma quase amenorreia (ausência total), e que me levou a perceber que algo de muito errado se passava com o meu corpo. Caramba, sou mulher e percebi que se desde os meus 12 anos o meu corpo nunca tinha tido este comportamento, algo estava errado. E aqui assustei-me porque pensei ter problemas graves de tanto Google ter pesquisado..

Tudo em nós fica diferente. Há uma clara noção de que algo está errado e não percebemos porquê.
Porque achamos que se calhar só acontece aos outros..
Até ao dia em que somos nós, em que é o nosso corpo que precisa que olhemos por ele..

Uma grande liçao. Deixei de lhe dar a atenção merecida. Parti do pressuposto que era forte e resistiria a tudo..
Agora é tempo de repor..
Porque preciso dele para Ser.
E porque tenho ainda muito para Dar…

Boa Tarde.
**