Do ler na minha língua. Em voz alta.

Sinto um orgulho enorme na minha língua. Na minha Pátria.

Foi um prazer enorme ler, não uma [como previsto] mas duas histórias para aquelas crianças que me dizem tanto.
Ler e traduzir, tentar que adivinhassem palavras, ver o entusiasmo nos olhos e recordar como era no meu tempo quando as rotinas se desviavam, mesmo sendo a visita de alguém que lhes é tão familiar.

Foi um enorme prazer.
Hoje deito a cabeça na almofada sentindo que fui útil.
E isso não tem preço.

Boa Noite
**

Advertisements

“Running Playlist” – I

Não sou muito dada a trazer aqui coisas que vejo noutros blogs ou noutros sites, mas se as mesmas me disserem algo, se as achar realmente interessantes para mim e para quem me lê, não vejo qual o problema de não as partilhar..

Li um artigo sobre as melhores músicas para correr..

“Costas Karageorghis, investigador de psicologia do desporto da universidade britânica de Brunel, tem vindo a estudar este tema há vários anos. A música ideal para correr depende de muitas coisas.

Mas sabe-se que a que genericamente melhor se adapta à corrida e a exercícios de cardiofitness se situa acima das 123 batidas por minuto”

Ora bem o que pretendo é trazer aqui, com os links directos, estas músicas para que, quem queira lhes possa ter acesso imediato.

Aqui vão então:

“Moves Like Jagger” ( Maroon 5 ft Christina Aguilera)

 

 

“Beat It” (Michael Jackson)

 

 

“Dog Days Are Over” (Florence and the Machine) (e esta é genial e a minha favorita desta lista)

 

“Don’t Stop Me Now” (Queen)

 

 

“Take On Me” (A-ha)

 

“Paper Planes” (MIA)

 

Claro que esta “playlist” vale o que vale.

Não foi feita por mim e não cumpre à risca os meus critérios. Irei aqui deixar tb com os respectivos links a minha “playlist”, aquela com que corro, e que já tentei alterar com músicas mais recentes, mas que modifiquei para as anteriores, por nenhumas me “darem a pica” que aquelas me dão.

Fica a promessa de que aqui a deixarei.

Toca a correr! 🙂 com os auriculares bem posicionados!

**

 

 

Smile. Always.

image

A melhor forma de enfrentar tudo?
Com o meu sorriso.
Porque é meu, porque me pertence a mim e é único por isso..
Contra ventos e tempestades, o teu sorriso. Sempre.

**

Do obrigar-me a.

image

Continuo sem apetite.
Não me trouxeram grande apetite as injecções e já é característico de mim não ter grande vontade de comer.
A diferença agora é que me obrigo a comer, forço-me a comer, nem que não me apeteça ou me custe horrores.
Fiz agora esta sopinha instantânea para mim.. Da Knorr, de cogumelos selvagens, a minha preferida deste tipo.

Fui convidada pela escola para ir ler um livro em português na classe do meu filho, agora de tarde, e não quero cair para o lado..
Na hora de escolher o texto, abri um livro ao acaso.. Saiu-me a história de alguém que procurava incessantemente a felicidade.. Correu o mundo à procura dela…

Nesta Vida, não há mesmo coincidências.
Boa Tarde
**

Mesmo.

image

Do que me chateia mesmo são as injustiças.
É ter a certeza absoluta que nem tudo o que parece é.
É ter perfeita noçao do que sou, e serem múltiplas as variáveis do que me faz ser e gostar.
Porque esta Vida não se mede por uma linha recta e exacta e porque o todo é muito mais que a soma das partes e o efectivo muito mais que o óbvio.
Porque as injustiças doem..
E porque, de novo, nem tudo o que parece é..

Águas de Março…

image

São as águas de Março..
Chove como “quem a derrama”..
Cinzento, escuro e com mais não sei quantas horas de luz.. Começa agora o crescendo dos dias grandes… Para daqui a uns meses se fundirem com as noites, numa rotina estranha e mais complicada para o nosso corpo que a escuridão..

Há um ano nevava..
Hoje chove..
As florzinhas vão ter que esperar. E o verde também.
**