Da falta de força.

Certos dias não tenho capacidade para me segurar em pé.
São os dias negros, aqueles em que penso o que ando aqui a fazer…