Do efémero que é a Vida.

Somos apanhados de surpresa com certas notícias..
A morte de gente jovem, que vê assim interrompida a sua cruzada, uns de doença, outros de acidente..
Foi na escola do pequeno, uma das assistentes..
Uma candura no olhar que não me permite avaliar se teria sequer 30 anos..
Os miúdos em choque, por perceberem que afinal os “doutores não são capazes de salvar sempre”.. e muitos sentimentos para gerir..
É por estas e por outras que me interrogo, valerá a pena levar esta Vida sem ser em modo de agradecimento por cada hora, por cada dia?

Rest in Peace,  Miss Natalie.
**