Do foco.

image

Cada um de nós tem um foco, uma área de que gosta mais, uma paixão que lhe ocupa mais tempo, um ritual que não consegue passar sem..
Há muita gente, cada vez me vou apercebendo mais disso, e especialmente os portugueses, que se focam na comida.
É a comida, desde o pequeno almoço à ceia, o que os motiva a passar as horas do dia.. É o que vão comprar, é o que vão cozinhar, experimentar, são as doses e as promoções e a receita xpto..

Eu não tenho uma boa relação com a comida, confesso. Ainda para mais agora que me vejo “obrigada” a comer procuro desenfreadamente motivar-me a descobrir novos pratos que sejam aliciantes mas não fazendo disso um cavalo de batalha..
Muito mais do que comer, gosto de ler,  escrever, ouvir música, passar os olhos em revistas, e passar horas no pinterest de volta dos meus álbuns..
Cada pessoa é uma pessoa, com as suas características, com as suas peculiaridades, com os seus focos.
Temos que saber respeitar isso.
Mas também nos podemos interrogar se este foco na comida é algo em mim anormal.  Porque não o tenho, embora se calhar devesse ter.. E juro que me tenho obrigado a ver imagens de comidas fantásticas e simples, que tento reproduzir..

Estes wraps de frango,  são algo que faço com alguma frequência.
Basicamente faço um salteado de frango com cebola, rúcula, tomate cherry e pesto. Barro uma tortilha com Filadélfia e pesto, coloco o recheio anterior, enrolo e gratino com queijo, servindo com folhas de basilico.
Super simples, mas muito apetitoso.
Se estive horas a salivar por isto?!
Naaaaaaa. Isso comigo não acontece.
Não salivo com nenhum prato. Nenhum.

Boa Tarde
**