Fazer o bem, sem olhar a.. nada.

image

Ainda hoje tinha várias conversas acerca deste assunto..
Eu realmente sou uma pessoa um pouco invulgar.. Se calhar o nome que se dá é burra, tola, ingénua, naif.. algum nome há-de ter e muito vulgar não será certamente.
Gasto horas, [mas muitas!] dos meus dias em prol dos outros, ou em prol de trabalhos altruístas que, pese embora o enorme gozo que me dão, não deixam de me ocupar muito do meu tempo,  quando vejo não ter nenhum, daquilo que se chama nada e de que é composta a minha vida..
Quando gosto de fazer algo, quando me dá gozo, quando daí tiro satisfação pessoal, tendo a não precisar de outro tipo de compensações, monetárias e/ou outras..
Acontece que estou perto dos 40..muitos dizem que a vida começa aos 40, que é por volta desta idade que abrimos a pestana.
O enfoque, o brio, o profissionalismo que coloco no que faço por mero altruísmo é precisamente o mesmo quer se tratasse de algo onde o vencimento fosse muito acima da média.
Sou  [em termos profissionais] perfeccionista, organizada,  disciplinada, orientada e muito, muito exigente comigo própria.
Hoje diziam-me.. “Não há muitas pessoas assim”..
De facto se calhar é verdade..
Quero que no projecto em que estou envolvida tudo resulte perfeito.. Não me admito não atingir o objectivo a que a Mim me propus. Ninguém me incutiu nada. Sou eu que o faço.

Se isto me causa desconforto?
De todo. O que me custa é que abusem. É que percebam que sou uma durona em capa de caranguejo..
Tratei [anteontem, ontem e hoje] tantas mas tantas fotografias, fui tão mas tão exigente comigo, na selecção, nos defeitos ou imperfeições que sempre vejo e quero melhorar, no tratamento, na organização dos “folders”,  na contagem, distribuição, perdendo horas analisando sites norte americanos onde a indústria está muito à frente da dos países europeus..enfim.. Muitas horas..

Se isto me dá estaleca? Claro que sim.
Se me dá dores de cabeça? Nenhumas. Se me põe a pensar? Muito.
Não gosto que abusem de mim. Mas gosto de me motivar a cada dia e esta tem sido a forma de sobreviver..

Boa Tarde
**