Com M Grande. Dos Tatuados.

image

Poderia ter escolhido um anoitecer diferente, até um fim de semana diferente ou uma semana, ou quiçá, todo um mês diferente.
Poderia ter dado primazia à praia, ao bronzeado, à depilação [que nem tenho feita], aos cabelos e pôr em ordem madeixas com 6 meses.. Até mesmo tentar ir aos saldos, afinal é já ali..
Poderia ter optado por uma ida ao restaurante, ou aproveitar o arranque das festas de Verão, ou até mesmo simplesmente sair à noite com amigas que não vejo há tanto..
Poderia ter saído nem que fosse por momentos e pensar em mim [nem que fosse por breves instantes].
Poderia ter levado a máquina fotográfica ao invés de subir e descer escadas enquanto a sopa fica ao lume e se vem descascar o feijão verde..
Poderia ter optado por tudo tão diferente..

Mas não.
Ao invés daquilo que poderia ser a primeira escolha de muitos, eu preferi atacar no estudo, no trabalho intensivo de ajuda a um pequeno que precisa agora mais de mim, do que em algum tempo.. Deixei de lado a diversão, para entre as refeições cozinhadas por mim, alternar fichas de matemática, português, onde fiz apontamentos [como aqueles que fazia para mim] explicando o que são adjectivos, pronomes, determinantes possessivos, artigos definidos e indefinidos,  conjugações verbais e classificações em número e género…
Entre fichas, alterna-se algo para motivar, descendo as escadas, nunca desviando o foco.. E para isso até se compraram gelados com lactose, daqueles que fazem mal, mas queselixequeacasadebanhoestaaqui..

Se era preferível a outra opção?!
Se calhar, para muitos seria, mas para mim não seria a mesma coisa..

Tenho um livro agora, tenho uma persiana fechada a esconder as luzes de uma cidade e o barulho das festas nas aldeias vizinhas, mas tenho a sensação de que esta é a [minha] maneira correcta de viver.

… Porque há M’s que marcam…

Boa Noite.
[É sábado à noite. Divirtam-se!]

**