Das vitórias.

Há um panorama geral de euforia.
Bandeiras, carros a apitar, gritos de alegria naquela que é uma esperança renovada..
Precisávamos disto.
Portugal precisava disto.
Não sou especialista em futebol, mas consigo perceber que nem sempre jogámos bem, que nem sempre, nem desde o começo tivemos perfil de vencedores. Aos olhos dos outros.
Porque para nós sempre acreditámos, nunca desistimos, sempre lutámos.

Estou muito feliz com a nossa vitória.
O futebol é como a praia.
É onde todos somos iguais, onde não há diferença de classes, etnias, credos.. E no futebol da selecção há um País, uma bandeira, uma Nação, o que torna tudo muito mais intenso.

Hoje o dia vai ser longo.
Mas há um misto de alegria no ar.
E isso é mágico.
**