Da estupidez em estado puro. 

Eu juro que há coisas que acho mesmo, mesmo, estúpidas. 

Pokémon go, um jogo estúpido que se joga com uma app [estúpida] onde se salta para a vida real [só que não!] à procura de bonecos [?!] em pontos diferentes de cidades, ruas, casas ou guarda vestidos de habitações.. 

Numa altura em que o mundo se debate contra esses actos de terrorismo a que assistimos, numa época em que [ainda] morrem tantas crianças, aqui, ali e acolá, numa altura em que tanta coisa está ainda para melhorar nas assimetrias que constituem esta Vida, há um jogo estúpido que está a deixar os estúpidos [que já o eram!] ainda mais estúpidos.. 

Há tantos jogos giros. Joguem Quem é Quem, Pictionary, Party & Co e deixem-se de tretas.. 

Cada um é livre de fazer o que quiser, de se entreter com o de melhor encontrar, mas se calhar está chegada a altura de olharmos mais para o mundo à nossa volta, em vez de serem as apps que compõem a vida, deixarem de ser elas a colori-la, e a serem elas as grandes mestras.. 

É o Facebook, o Instagram, o Twitter, o WordPress, e os locais onde pomos as fotos. Todos eles sujeitos a avaliações dos outros, a likes, gostos, comments e comentários.. Como se de nada valesse o gozo que aquilo nos deu a fazer se apenas tivermos uns 10 likes.. Caramba como é cansativo tudo isto, e como deve ser louco o mundo de quem anda por aí à procura dum Pokémon, passando tardes estúpidas numa rotina tipo pedi paper mas em parvo. 

Se vejo alguém que conheça a jogar esta parvidade sou bem capaz de lhe perguntar:

“E viveres não?! ”
Boa Tarde, 

[go to an amazing place, and take amazing pic’s. Life can be amazing] 

**