De Hoje. 

Há dias diferentes.Porque se fazem coisas diferentes, porque se vêem coisas que não se costumam ver [e que fantástica é a vida simples do Alentejo], porque percebemos [aquilo que já sabemos há tanto tempo!] que a magia reside na simplicidade e na quietude, na calmaria, nos ambientes que pouco mais nos oferecem que a paz, que afinal é tanto de tudo. 

Tive um dia rico. Que começou urbano mas terminou rural. Porque fui útil e porque vivi cheiros, sabores e sensações das mais especiais. A dor de cabeça foi-se dissipando, pouco a pouco.. 
Tenho saudades de cheiros, de pessoas que ainda não vi, de gargalhadas sinceras e sorrisos envergonhados pelo embaraço que a distância se faz acompanhar..

[Vou aqui trazer uma colagem dos momentos de hoje] 

**