Boa Noite. 

**

Advertisements

My thoughts.

Já aqui várias vezes disse como não costumo pedinchar aos outros aquilo que não me queiram dar. Que muitas vezes percebemos que na Vida contam-se pelos dedos das mãos aqueles em quem podemos contar, aqueles que estão lá sempre, mesmo que em silêncio. Que a Vida não se mede em likes, comentários ou partilhas, mas que é muitas vezes assim que sabemos dos outros. 

Quando comecei este blog foi porque precisei [preciso sempre] nessa altura da minha Vida de deitar cá para fora aquilo que ía vivendo.. De ir partilhando [silenciosamente] as minhas tristezas e as minhas alegrias.. 

Durante estes 3 anos este foi o local onde mais partilhei. Da minha Vida, do meu estado de espírito, das minhas conquistas [podiam ser poucas mas foram as que tive] do meu estado de saúde, da comida que comi, da que não comi, das roupas que vesti, do que os pés pisaram ao que os meus olhos alcançaram. Foi aqui e sempre aqui que o partilhei. 

Nunca foram as visitas o que me moveu. Criei um núcleo muito fechado de pessoas que a isto tinha acesso, e nunca o divulguei por saber que não era divulgação o que queria. Nunca foi esse o meu objectivo. Ao invés, sempre me preocupei em aqui vir, em aqui deixar o meu estado, e não gostando da sensação com que ficava quando aqui não vinha.. 

Os blogs, como qualquer outra ferramenta, e ainda para mais se forem despretensiosos e não se tratarem de negócios, necessitam de motivação para serem actualizados.. Diariamente como se pretende, tão amiúde quanto se consiga. 

Quero, honestamente, que não me falhe essa motivação mas não creio consegui-lo. Vamos ver como me oriento.. E do que irei sendo capaz de aqui trazer. 

Boa Noite. 

**

Do pequeno roedor. 

Ainda cá anda..

O pequeno roedor que, segundo os profissionais, está muito mais assustado do que eu com esta história toda.. 

Já deixei de contabilizar há quantas noites não durmo em condições. Em como cada minuto de cada hora, foram tomados na escuta activa de barulhos desse pequeno roedor que apesar do veneno [me parece] [ainda] cheio de vitalidade. 

Se tivesse que fazer um balanço a esta história e a estas noites, o resultado seria sempre 

Meu lado 0 – Pequeno roedor 10

Boa Tarde. 

**

Do inesperado. 

Há coisas que não conseguimos controlar. Que nos ultrapassam, que são superiores a nós, que nos imobilizam, e que nos afectam naquela que deveria ser a normalidade da Vida. 

Coisas com as quais não sabemos lidar, que preferíamos não ter que viver, presenciar, mas que se nos apresentam e que temos que saber dar a volta por cima. 

Não gosto de falhar aqui. Nem o costumo fazer. Se há coisa com que me preocupo e empenho é em não falhar aqui. E isso é claro e óbvio. 

Mas há situações que nos transtornam, nos tiram a clarividência, e a força de vontade.. 

Tenho um rato em casa. E um braço que não gosta de stress. É isso. 

Bom Dia 

**