The landscapes. 

Estaria a mentir se dissesse que não iria sentir falta de nada daqui.. Vou sentir falta de algumas pessoas, de alguns momentos com algumas pessoas, mas do que vou sentir mesmo falta, é das paisagens para fotografar. 

Comecei a fotografar paisagem aqui. Quase nunca o tinha feito. Para mim fotografia era elemento humano. Ponto. Aqui comecei com a paisagem.. E foram muito fortes os momentos em que fotografei sozinha. Não queria ir embora sem ir fotografar com a minha máquina a paisagem que aqui vos mostro. Já estive algumas vezes neste local, mas em PDS apenas tinha tido o telefone. Hoje estava assim [e esta é com o telefone]. A fotografia, o acto de fotografar, é verdadeiramente mágico. 

Vou sentir muita falta destes dias a romper com temperaturas negativas e um sol poderoso, destes pores de sol, destes contrastes de Outono, deste branco deslumbrante.. e destas partículas de gelo que davam fotos geniais. 

Vou tentar continuar a fotografar, mas sei que fotografo muito mais quando estou sozinha, porque me faz mais sentido.. Mas sei que vou encontrar encantos por onde passar, porque uma vez mente aberta para a fotografia, isso durará. Para Sempre. 

Boa Noite para esse lado. 

**

P.S [A foto da paisagem está torta. Eu sei. O mais complicado a fotografar fjord em altura, é alinhar, não se alinha porque se se alinha tudo fica sem sentido. É estranho, muito estranho, nem com a régua da máquina ela se alinha.. Mas o importante [a magia] penso que passou para esse lado].