De como detesto. 

Detesto despedidas. Mas detesto mesmo. 

Sou uma lamechas. Desde Sempre. E nestas alturas por mais forte tente ser, escorrego sempre e desfaço-me em lágrimas, o que me traz angústia. 

Todos sabem que ir embora foi sempre o meu desejo, que a minha saudade foi sempre maior que o meu estar, que é lá que pertenço e que portanto era uma questão de tempo.. Mas mesmo assim fiz amigos aqui, e custa sempre dizer Adeus. Ontem foi em português. Ao almoço, ao jantar. Estou extenuada mas não é por isso que consigo descansar.. 

Bom dia para esse lado. 

**