Portugal tem. 

Ontem fui a um concerto. A possibilidade que o meu País me dá, também é esta, a de poder assistir a espectáculos e perceber o que se diz, é ler uma revista, é gostar de todas as comidas sem precisar de saber que ingredientes levam, é poder ter de novo a sensação de pertença que dinheiro nenhum compra e que não se sente [ou pelo menos eu nunca senti] em nenhum outro local. 

Temos música, agora desta nova geração, que me agrada. Depois de ter passado o dia quase todo a arrumar, valeu a pena, nem que fosse pelo jogo de luz, pela paisagem e pelas fotos que tirei.

Irei trazer aqui umas fotos daquilo que vi. 

**