Dos dias “não”.. 

Estou em dia não. 

Não dormi bem, não estou de saúde, não estou a conseguir debelar isto com a medicação de casa, não me sinto capaz, tenho maus pressentimentos, e sofro por dentro e em silêncio. 

Se há dias em que ter sobrevivido me ajuda a seguir, noutros não chega.. 

Não consigo contabilizar quantas vezes acordei de noite, engasgada com a tosse, com umas dores medonhas no peito que me impediam de estar deitada, com dificuldades a respirar.. 

Não tenho capacidade para nada e ainda assim, não parei ainda hoje. Vou agora preparar uma reunião. 

Um Abraço para esse lado. 

**