Learn.

Não sei muito bem por onde começar. 
Ando de rastos. Estou a dar o tudo por tudo como sempre faço. Mas talvez seja uma pessoa sincera demais, honesta demais, organizada demais. 

Gosto pouco de regras mudadas a meio do jogo em prol de ser o melhor a todo o custo. Eu posso ser a melhor sem quebrar regras, e é para isso que trabalho. Diariamente e a todas as horas. 

Sou boa a liderar equipas e sei que o sou. Dou na cabeça mas reforço quando assim tem de ser. Dou palavras de incentivo, de agradecimento, de elogio. Deixo que as pessoas percebam que o esforço delas foi notado. Não vou deixar de ser assim, mas gostava que o fizessem comigo. Não fazem, paciência. Mas não posso dizer que goste. 

Não tenho horário, não tenho local de trabalho. Isso serve para se trabalhar a todas as horas do(s) dia(s) e da(s) noite(s). 

Parece-me que não tenho sequer direito à minha privacidade, aos meus momentos. Tudo pode ser controlado, até as publicações nas redes sociais. E isso eu não aceito. Porque sou senhora do meu nariz e gosto pouco que abusem. 

Não deixo de ser menos produtiva por tirar com telemóvel a foto a ou b a caminho do trabalho, ou por fazer uma publicação no Facebook. Era só o que me faltava. 

Enfim.. 

**