Mar. 

Às vezes tb é preciso agarrar o cabelo, esquecer o “parecer bem” e sermos apenas nós próprios, simples, puros, sem nada a ornamentar. 

O mar ajuda-me porque me lembra casa. Não tive ainda tempo para sentir casa, para cheirar o meu mar, para estar descontraída..e isso também me faz tanta falta. 

Nem sempre é fácil. Mesmo.

**