Do escrever. 

Muitas vezes quando me perguntam acerca do que gosto mesmo de fazer, escrever é uma das coisas que respondo.. 
Escrever nem sempre foi algo que fiz. Nem sempre consigo, nem sempre acho que o deva fazer, e nem sempre sou capaz de passar para o outro lado aquilo que me vai cá dentro. 

Escrever é [para mim] um processo puramente íntimo, e por isso tenho este blogue que mais não é do que um diário [mas que ao fim e cabo público] ainda que poucos [muito poucos] lhe acedam. 

Não sou capaz de ficar muito tempo sem aqui vir. Preciso, é quase como uma necessidade física.. Fico angustiada se não venho, fico triste se não o consigo fazer. 

É aqui que escrevo sobre o que me diz alguma coisa, é aqui que escrevo sobre mim, e é aqui que escrevo sobre aqueles que me faltam no dia a dia mas não me faltam em todas as horas dos dias.. 

Por isso é que escrever para mim é tão importante. É reencontro.

**