Da saúde.  

Gostava tanto mas tanto de estar bem. Logo agora nesta altura é que haveria de estar assim.. 

Às vezes ponho-me a pensar no porquê de me ter aguentado tanto tempo sem estas infecções. O que mudou no meu corpo? o que fiz [ou nao fiz] para as não ter?  O que como, bebo, ou faço de errado para que apareçam? 

Desta vez consigo relembrar-me exactamente do dia em que fiquei com infecção…. no terreno, a resolver uma recusa, percebi que já não me safava. As dores já eram imensas e quase insuportáveis. Tomei o antibiótico que sempre me fez bem, mas parece que esta bactéria era diferente e mais resistente. Está a demorar a ir embora.. É nos períodos maus que damos valor a coisas que por vezes relativizamos.. Estar bem é um dos maiores trunfos, não há dinheiro nenhum que pague. 

Não dou valor a uma série de coisas que me passam ao lado [isso foi uma transformação que veio com a idade] e estou cada vez mais exigente com os meus momentos sozinha.. 

Os 40 trouxeram-me mudança. Claramente que sim. 

Um bom domingo para esse lado. 

**

Advertisements