Done. 

E aos poucos os resultados vão chegando, os exames médicos vão se fazendo e pelo menos há que dar graças a Deus por até agora nada de grave ou anormal ter sido detectado.. O que me deixa imensamente feliz (é imensurável a felicidade que sinto por nada ter sido detectado) mas continuo com as dores. . Passei mal no exame, quase desmaiava tais as dores e o desconforto por uma bexiga cheia (diz a médica que estava meia o que é revelador da minha sensibilidade).. 

Estou bastante exausta. Mas dou Graças a Deus. Uff.. (A foto foi antes do exame, esta clínica, estas batas, estes sustos).. 

Um Abraço de alívio. Por hoje. Amanhã há mais. 

**

Advertisements

Love. 

E acabei de escrever o post anterior e o telefone toca.. E era a minha Mãe claro. Que ela pressente. Tudo. 

**

De Sempre. 

Estava aqui a lembrar-me como estou assustada, como a queria aqui minha Mãe, neste preciso momento.. A Mãe já não está tão longe, estamos só a uns kms [que são poucos].. Mas a Mãe tem a sua fisioterapia e que agora que até à vão buscar a casa, sei que lhe iria custar faltar.. 

Vou ter que me arranjar Mãe, sabe como me custam estas coisas, beber 1,5l de água quando tenho uma bexiga que só aguenta meia caneca..custa tanto.. Lembro-me tão bem quando ía fazer estes exames e a Mãe ía sempre comigo, e eu sempre uma pilha de nervos, porque me dói, porque me aflige, porque comecei ainda menina a sofrer desta coisa.. E a Mãe sempre comigo, e eu, menina de saia cor de rosa com botões brancos [que só vestia nas festas ou para ir ao médico..] Lembro-me de cada passo, do autocarro, da paragem onde nos descíamos para ir ao consultório privado do médico ..”tinha agulhas” dizia eu e as lágrimas escorriam cara abaixo.. 

Íamos sempre de autocarro porque não havia outra hipótese e tantas vezes não aguentei a viagem.. Pedia para o autocarro parar, junto a cafés onde nem havia paragens, porque não conseguia aguentar.. Isto causa traumas.. Mas depois estava sempre a Mãe, onde as mães devem estar sempre e nunca faltar, que é junto dos filhos, aflitos, doentes ou felizes e contentes.. 

Desta vez já tenho o meu carro e sou eu que decido onde parar.. Mas vou sem a Mãe.. E são logo 3!!exames..como conseguirei aguentar 3 exames diferentes no estado em que estou, com uma bexiga cheia?!? Ó Mãe queria-a tanto aqui.. Foi sempre assim. 

**