Do que adoro. 

Estou a ficar velha.. 

Sinto-o na pele, no corpo, nas dores e mazelas,e no que passei a gostar.. 

Já gosto de açordas, de coentros, de favas, de flores frescas em jarra, e de vasos carregados de tudo..Estou a ficar igual à minha mãe.. [qualquer dia sou capaz de comer dobrada] 

Estes são os cactos que comprei no final do Verão quando cheguei a Portugal. Um começou agora a dar flor.. Fiquei tão, mas tão, surpreendida e contente.. 🙂 

**

Advertisements

Simple as usual. 

Quando deixámos de usar calças rasgadas porque sabemos que há pessoas que levam a mal, e porque não queremos que nos julguem mal.. 
Quando é óbvio que a responsabilidade, a eficiência e a eficácia de uma pessoa não se mede pelos rasgões das suas calças, pelo tamanho dos tacões do seu calçado ou pela qualidade  do material com que são feitos os seus acessórios. 

Porque gosto de usar caro e barato [com maior prevalência para o barato por fazer mais coisas de encontro ao que eu gosto] e por não me sentir mal com isso.. 

Porque nestes dedos andam [por norma] outro tipo de anéis mas este, a lembrar as coroas gregas, de 4.95€ é, na minha opinião, lindo de morrer. 

Porque adoro pechinchas. E calças rasgadas também. 

**

Bom dia, semana feita. 

Meio dia de quinta e a semana está feita. Hum que bem me vai saber as horas que vou passar ali a fazer ginástica e como vou devorar um livro depois dos afazeres domésticos.. 

Bom dia, Especiais. 

**