Boa Noite. 

Um Abraço para esse lado. 

Good night. 

**

Advertisements

Simples e geniais. 

As coisas simples são as mais interessantes. As coisas simples são as mais importantes. Sempre assim foi, sempre assim será.. 
Quem tem períodos menos bons tem que saber dar a volta. Eu, sou um bom exemplo disso… Repetidamente vejo-me a fraquejar e a precisar de me dar força .. Já lá vai muito tempo a ser forte, a tentar ser forte.. 

Passou-me agora esta ideia genial pelos olhos.. Pensos rápidos para quem está em baixo. É basicamente isso. É olhar para o penso e inspirar fundo. 

Podem ver estas ideias para lá de fantásticas  aqui
Estou seriamente a pensar encomendar.

** 

De quando se morre.. 

Não fui capaz de ir trabalhar.. [mas tenho mesmo que ir!!].. 
O meu companheiro já não está aqui. Uma presença diária, constante, que sempre iluminava os meus dias.. O seu companheiro deambula sorumbático na sua busca. Incessantemente. Está sozinho. Vem acima, vai abaixo.. E eu também. Olho. A todo o redor em sua busca e ele já não está. Ainda parece que foi ontem que tinha uma energia inesgotável, contagiante, que me recebia, diariamente, como alento, em todas as horas dos dias.

Não fui capaz de ir trabalhar porque a angústia de ter que aceitar mais uma morte é algo que me paralisa.. Não estava preparada para isto. Acho que nunca estamos.. 

**

Golden stories. 

Todos os dias me deparo com o ter que estacionar o carro dezenas de vezes em lugares diferentes.. Nos shoppings, no meio da cidade, nos arredores da cidade, em zonas rurais dentro da cidade…Ando sempre à procura de lugar para estacionar, num carro muito maior do que aquilo que era o ideal.

Há pouco tempo descobri um parque para carros, com arrumador. Percebi desde logo que não era um arrumador qualquer.

Reparei desde o primeiro momento que este senhor [apresentável, de meia idade, com bom discurso, boa apresentação] levava este “emprego” muito a sério. Percebi que nada ali era ao acaso. Que conhecia todos os carros e os ligava às pessoas, que lhes conhecia as rotinas, que lhes sabia as atitudes.

Ontem perguntei-lhe o nome.”Chamo-me Zé Caracol, menina, foi sempre a minha alcunha..”

Ora bem, o Sr. Zé Caracol pega ao “serviço” às 8 e sai por volta das 5 para apanhar a camioneta de regresso a casa e à família, regressando às 8 para fechar o portão. Não arruma porque é toxicodependente, ou porque levou um caminho de vida pior.. Não, arruma porque é amigo dos donos do terreno e eles lhe disseram que ali poderia “organizar” a vida.

O Sr. Zé Caracol levanta-se todos os dias com a incerteza do que o dia lhe vai render. Não pede nada, nunca [e é por isso que lhe dou sempre].. Diz que não quer pedir, que quem quiser lhe dê.

Ontem com a sua lancheira de regresso a casa, perguntei-lhe como lhe tinha corrido o dia.. “Ó menina, fiz 22 euros”..” Então mas não me diga que nem 20 cêntimos lhe dão algumas pessoas?!”

“Menina, há aqui pessoas que estacionam todos os dias do mês, nem uma moeda nunca me deram.. “relatava com tristeza no olhar.. Metendo a mão ao bolso retira folhas soltas de um bloco minúsculo rascunhadas a carvão..” São os meus apontamentos, menina. Aponto todos os carros que entram, todos os dias.. Quer saber quantos foram hoje?! 233!!e recebi 22 euros.. Se ali meto 100, ali 70, ali outros 100, podia tirar muito mais, mas olhe deixe lá, é o que é.. ”

O Sr. Zé Caracol não faz descontos é verdade. Tira limpo para o bolso. Mas tinha idade para estar em casa a descansar e pega às 8 para arrumar os carros no terreno dos amigos. Leva o seu colete de bolsos, os seus óculos espelhados azuis e começa, todos os dias, à mesma hora, a sua rotina.. Para ele tudo podia ser diferente, mas ele quer assim.

Como para ele, tb para mim, há rotinas certinhas. Que não falham. Nunca. Seja em que situação for.

Bom dia, Sr. Zé Caracol!! 

**

Das manhãs atravessadas. 

Há manhãs que começam mal.. Ou noites que terminam de pior maneira. 

Morreu-me outro peixe. 

Já deveria estar habituada a isto. Já deveria estar habituada a que provavelmente não tenho perfil para ter peixes, que haverá outras famílias onde serão mais saudáveis e felizes.. 

Agarro-me demais a tudo. Sempre assim fui. Sofro imenso com pequeninos pormenores que para outros não fazem diferença nenhuma.. O meu peixe morreu e eu não fui capaz de o salvar..Eu sabia, eu pressentia.. Poderia ficar quieta e ficar só com aquele que tenho mas não.. Agarro em mim e compro outro. Porque quero ter dois e porque acho sempre que sim, que um dia vou conseguir que vivam.. 

Há muitos anos tive 2 peixes durante mais de 3 anos. Nunca mais consegui tal proeza. Não vou desistir, embora todos saibamos que seria o caminho mais fácil.

Hoje o dia começou mal. 

O sol que tinha nascido, esse, já se desvaneceu.. 

Bom dia para esse lado. 

**