Boa Noite. 

Simplesmente, Boa Noite. 

**

Advertisements

Countdown. 

Para a semana já não posso ler Murakami em sossego.. Já tenho que me obrigar a comer melhor, a maquilhar-me e a calçar-me sem ser de “enfias” . As dores de cabeça têm que se ir embora e tenho que deixar, definitivamente, de me fazer mal a mim própria. 

É isto. 

**

Mais nada?! 

Selo do carro? Checked. 

4 pneus miseráveis trocados equivalente a um salário mínimo?: Checked. 

Inspecção obrigatória e foi por um triz que não reprovou? Checked. 

Mensagem escrita no visor com indicação de marcação de manutenção: Checked. 

Pergunto eu, apenas ao carro, como quem não quer a coisa, se não quer mais nada.. Quem me fez a inspecção ficou incrédulo com a travagem do carro [ele e eu devo dizer]. Eu não percebo nada de carros, eu quero apenas não conduzir um carro que não me consiga safar em caso de acidente. Supostamente as minhas poupanças foram investidas num carro bom, que me dê segurança. E depois engulo estes sapos..Pedi imensa desculpa, não fazia ideia que os travões da frente não travavam. Não fazia ideia mesmo. 100% honestidade da minha parte. Nem sei como me sinta.. A minha segurança colocada em risco? Menos, muito menos. 

**

Memories. 

Foi um mês diferente. O que marcou o mês não foram as férias, o Verão, o Sol.. Foi aquilo que não fiz, aqueles que não vi, as fotografias e os retratos que não tirei, o hospital…
Foram os incêndios no meu País, a perda da minha M [a gata que nunca tive mas que o meu coração adoptou]. Procuro por ela em cada canto como se não quisesse aceitar que aqui não está nem vai aparecer…

Isso foi o que marcou o meu mês, mas não consigo fazer uma colagem com esses momentos. Porque me entristecem e porque quem de mim gosta quer ver-me de cabeça erguida. Que eu sei que sim. 

**

Último. 

Hoje é o último dia do mês. Setembro cheira a recomeço, a arranque, a começar de novo a jornada.

O tempo continua muito instável, há uma piscina parada onde já ninguém vai, há calções e havaianas arrumados, há casacos a sair do armário.. 

Nas “férias grandes”, não vesti quase nada para além de calções e vestidos. Não vesti nada com mangas para além de alças, não vesti casaco, para além de um dia, uns minutos ao fim do dia para me proteger de melgas. Não meti base na cara uma única vez, nem rimmel, nem sombras, nem verniz, nem lápis preto, muito menos eyeliner. Não calcei meias para além daqueles dias em que fui correr, e tb nao calcei nada para além de havaianas, sandálias rasas e uns ténis. Não usei saltos, nem pulseiras, nem relógio, muito menos mala ou carteira. Não tive cuidados com a pele para além de um creme hidratante cujo cheiro adoro e com que me besuntava todos os dias, depois do banho e da praia. 

No Verão alentejano é assim que me pauto. Por uma simplicidade que me preenche. Preciso de muito pouco para além daquilo que trago em mim.. 

Bom dia para esse lado. 

**

Take the day. 

Porque a partir da próxima semana ficarei sem tempo, porque tenho que entrar no segundo semestre com o pé direito, e porque queria cortar as pontas do cabelo e aclarar os tons, lá fui eu passar umas horas diferentes.

Às vezes falta-me a paciência para estar ali tanto tempo, ainda que me sinta em casa, falta-me a energia que tb é necessária para ali estar tantas horas, mas não tenho outra forma.. 

**