Bom Dia, Mãe. 

Hoje é o dia da minha Mãe. E a verdade é que a minha Mãe é o pilar da minha Vida . E eu não estou lá, não estou ao lado dela embora falte muito pouco. O nó que tenho por não estar, não tem explicação nem forma de se desatar.. Mais uma prova de que a vida nem sempre é a soma das nossas escolhas… E não é mesmo. 
A minha Mãe tem um jeito especial de ser. Não é carinhosa por aí além, não é macia, mas tem a candura que poucos têm para mim.. Houve na minha vida inteira, muito poucas pessoas que me tratassem com verdadeira candura, com verdadeira ternura.. Esse toque, essas expressões, essa sensação que tenho, guardo a sete chaves no meu coração.. 

A minha Mãe sempre foi o meu pilar. Mulher de trabalho, descobri cedo que não gostava de ficar sem ela, quando, à revelia, me deixava em casa da minha avó. Chorava amargurada durante horas. Depois passava. 

Ainda hoje gosto de fazer tudo com a minha Mãe. Mas em tantas coisas, já não me consegue acompanhar. Todas as coisas de que gosto, gosto de as fazer com a minha Mãe. Gosto de ir com ela ao supermercado, gosto de ir com ela a feiras, gosto de ir com ela a festas, gosto de ir com ela a restaurantes, gosto de ir com ela a casamentos, e funerais também, gosto da forma como somos iguaizinhas na forma de passar o tempo. A minha avó, a minha Mãe e eu somos as únicas pessoas do mundo que não se aborrecem com a espera. Seja ela qual for. Havemos de arranjar sempre forma do tempo passar de uma forma que não nos chateia. E isso acontece na sala de espera de um hospital, num baile sentadas 3 horas, num dia de praia sozinhas, no trânsito, em viagens, ou quando doentes..Isso vem da forma como observamos os outros, e o que nos rodeia. Uma forma fascinada e inesgotável. A minha Mãe já quase não me consegue acompanhar e essa é uma grande mágoa minha..

Levei a infância toda, a dizer a toda a gente “Ela não é minha avó, é minha Mãe”.. Fui filha tardia, feita de um qualquer preservativo que correu mal. Não era para vir, devo ter sido muito repensada.. Por isso agradeço tanto, porque estive por um triz para nem existir. Se calhar para os meus pais teria sido tudo mais fácil. Ou não. 

Sempre houve celebração neste dia e hoje tb celebrarei aqui. Faltam poucos dias para celebrar, o meu, o dela. Os aniversários que estão por celebrar. Desta vez sopramos as velas as duas. Mas vos garanto que sim. 

Bom dia para esse lado. 

**

Advertisements