Done. 

Cheguei tarde, só agora jantei, mas foi um desafio positivo. Ligado à grande distribuição pois claro, redifinicao de um layout, com análise física na loja e reunião focus group. Dos dinheiros mais bons de ganhar da minha vida, limpinho, limpinho, sem espinhas.. Tomara ter isto todos os dias. É como correr, custa pensar que se tem que ir.. Mas depois.. 

Boa Noite para esse lado. 

**

Advertisements

Sem verniz. 

O primeiro Verão (as primeiras férias vá) desde há muito que nao tive verniz nas unhas dos pés, das mãos.. Se me perguntarem nem sei responder porquê .. Não é desleixo, é apenas diferente. Muita louça para lavar à mão (não lavo a louça com os pés eu sei) e um não gostar assumido de unhas de gel.. Desde 2013 que não uso unhas de gel, nunca mais usei.

A simplicidade tb aqui pode marcar pontos, o importante é que cada um se sinta bem na sua pele.. Isto no fundo é um não assunto, apenas achei que nunca iria conseguir andar assim..

**

Grey sky.. 

Parece que hoje vai estar igual.. Cinzento, aguaceiros, trovoadas, relâmpagos.. Como se tivessem passado meses desde que vim de lá de baixo, só que não, passaram apenas dias.. 

Nestas férias foi a leitura que ganhou. Foi o folhear dos livros ao invés do scroll das páginas, do cheiro a papel ao invés da procura e busca incessante.. Quando leio vivo aquelas vidas, tenho saudades daquelas pessoas, daqueles lugares, quero saber o que vai acontecer depois. Ler é fabuloso e muita pena tenho que o pequeno não me tenha seguido as pegadas. Se sou o que sou em muito o devo aos livros.. 

Na Silly Season [como em todas as alturas] cada um mete o que quer nas redes sociais..  Sou pessoa de cada vez partilhar menos coisas, porque deixou de me interessar, porque não me acrescenta nada, e porque muitas vezes prefiro estar com pessoas [embora de facto não esteja]. Por isso o meu refúgio são os livros, e este meu blog onde venho e escrevo o que me vai na alma e no coração.. É aqui que sou mais eu, é aqui que me pode encontrar quem procura saber de mim.. Depois percebo que se calhar sou culpada de tão poucos saberem de mim, porque no fundo nunca lhes dei essa oportunidade, sequer, de me ler. Porque senti sempre que assim tinha que ser.. E sigo sempre a minha intuição. 

Ontem fui convidada [inesperadamente] para uma reunião de trabalho na área da comunicação que terá lugar hoje. São duas horas remuneradas. Pensei muito. Sempre fiz estas coisas quando acabei o curso mas honestamente preferia ter uma estabilidade que me permitisse conseguir dizer que nao caso quisesse. Caramba, tenho 41 anos e continuo a coleccionar migalhas. E isto entristece-me tanto. Depois de repensar, disse que sim, foi-me quase implorado que fosse, pelo perfil demonstrado, mas não estava convencida. Nunca trabalhei com esta empresa, nem sei como acederam aos meus dados e tinham informações sobre mim. Lá vou eu ganhar uns trocos.. A vida precária dos tempos de hoje, a luta incessante, o querer subir mais alto e não conseguir…

Tomara que chegue segunda feira. O trabalho irá recomeçar, e apesar de precário, preenche-me os dias e a sensação de ser útil.. É bom saber que faço falta. Em algum aspecto, em algum momento. 

**