Dizer boa noite. Sempre. 

**

Advertisements

Jornais?!? 

Estou para escrever isto mas ainda não tinha tido oportunidade.. 

O estado a que chegaram alguns dos nossos jornais diários é deplorável, para não dizer uma palavra mais forte.. Nos dias de hoje vale tudo para se vender. Vale dizer mentiras, vale fazer títulos enganosos com o propósito da leitura e em que nada correspondem à verdade e ao sumo da notícia, vale o desrespeito, a total ausência de valores.. Vale tudo. 

Nas minhas noites de insónia, leio muita coisa.. Ontem fui dar com isto a propósito do fotógrafo encontrado morto na bagageira do carro.. 

O que é que uma pessoa tem a dizer disto?! De um jornal que na mesma coluna com que trata um desaparecimento, uma morte, analisa o modelo automóvel que o indivíduo possuía?!? Mas o que é isto, senhores?! Pode isto lá ser, tem algum sentido, alguma lógica, algum critério?! Mas, neste contexto, a quem interessa onde, como e quando foi apresentado o Alfa Romeo 156, e quantos cv de potência debita?!? Mas o que é isto?!? Digam-me, isto é da minha cabeça?!?! 

Não admira pois que as vendas dos diários generalistas tenham quebras de venda na ordem dos 9%..(até me admira não serem maiores)… 

Uma tristeza é o que é. Nem sei como se ha-de comentar uma coisa destas.. 

** 

Pedras no caminho.. 

Há coisas que vão desaparecendo, coisas com que te vais deixando de importar, atitudes que já tomas como ponto assente e por isso te fazem não ter expectativas ou falsas esperanças.. 
A vida encarregar-se-á de traçar o melhor rumo, aquilo que será. Até lá bater com a cabeça por coisas que te magoam mas que são feitas para te magoar, é dar aos outros o que querem.

Aprendi a não pedir nada, tenho dos outros aquilo que me quiserem dar..mas caramba.. 

Boa Tarde

**

New one. 

Setembro é o mês dos céus fantásticos.. 

Cada acordar e cada abrir de janela é um espectáculo de cor e luz, sempre inesperado, mas permanentemente belo. 

No livro que estou a ler, o personagem passou por uma experiência traumática.. Perdeu o gosto pela vida [tendo mais tarde dado a volta por cima, refazendo-a]. Nessa altura, quando só pensava na morte e mais tarde [na recuperação] sentiu cheiros que nunca tinha sentido, viu cores que nunca tinha visto, e teve sensações que nunca tinha sentido, para além de ver coisas que nunca tinha visto. Ora bem, eu passei por isto. Eu nunca tinha visto os céus bonitos de Setembro, nem os de Outubro, nem os dos outros meses todos, nunca tinha olhado as folhas de Outono, nas suas mil cores e formatos, nunca tinha visto ervas, pedras.. Como se a vida me tivesse passeado alheada, até ao momento em que uma voz superior me disse para agarrá-la, fotografando-a. E foi isso que fiz, sem hesitar sequer. 

Há momentos duros nas vidas das pessoas, há quem arranje diferentes formas de os superar, diferentes formas de não deixar que o lado obscuro leve a melhor.. Agarrei-me a várias situações. Foram elas que me deram o alento necessário, para, qual planta que se muda de vaso, me entranhasse na terra da vida, com todas as forças que as minhas raízes tinham.. Fiquei diferente mas igual a mim própria e nunca mais perdi a faculdade, que não tinha, de olhar e ver.. Descobri assim, da pior forma, coisas que me maravilharam.. Nenhuma dessas coisas se compra, se paga ou precisa de bilhete.. São todas grátis e dão-me uma satisfação que nada iguala.. Por isso estou grata por tudo o que fui passando, pelo que me ensinou.. 

Estão aí os céus fantásticos de Setembro. Cada um, irá desbrava-los como pode, mas no final é importante que cada um consiga ver tudo aquilo que a vida oferece.. Que é tanto e às vezes nem o percebemos.. 

Bom dia para esse lado. 

**