#letswow [smart thought? Not] 

Há muita gente que pode não lhe passar pela cabeça isto, mas eu sou de tipo de pessoa que não me atrapalho nada se tiver que comprar umas meias num hipermercado, uma camisola num chinês, cotonetes numa loja de ferragens ou o que seja. Tal como na política [essencialmente nas autárquicas  em que não se vota em partidos mas em pessoas] também aqui o que interessa é o produto final. 
Tudo isto a propósito da campanha lançada pelo Lidl com a Heidi Klum, conceituada modelo alemã, já encostada às boxes mas que continua com o dobro do tamanho das pernas que a comum das mortais e por isso é caso de sucesso. 

Há muito tempo que não se falava de outra coisa, que a 18 de Setembro chegava às lojas a colecção Esmara by Heidi Klum, que prometia design, qualidade e aquela sensação de igualar um 1,80 de pernas, a preços low cost. Para promover esta campanha, o Lidl Portugal convidou as mais conhecidas bloggers nacionais [um numero muito reduzido atenção] para o desfile em Nova Iorque, para a apresentação do #letswow. Andaram [essas 2,3 bloggers] há mais de duas semanas a promover os produtos vestindo-os, e lançando muitas publicações.. A colecção prometia poucos artigos mas tudo em alta. 

Mal recebi na caixa de correio o catálogo, ocorreu-me logo o seguinte pensamento.. “Já fui gerente de uma loja de roupa, todos sabemos que a colecção quando é apresentada em show room tem tecidos de uma qualidade e quando é produzida, os tecidos mudam [e muito].” 

No dia 18, segunda tinha que ir ao supermercado e logo de manhã, eram 8.30, abertura da loja, lá estava eu. O meu foco era muito mais nos abacates, no mozzarella, nas bananas, nos iogurtes, mas não pude deixar de ir ver o #letswow.. Havia mulheres histéricas, que às 8.45 já tinham pilhas, levavam um artigo de cada da colecção… Achei aquilo surreal. Primeira impressao: o packaging foi cuidado, tudo muito bem organizado em caixinhas xpto, com fitinhas de cetim e velcro, tudo muito organizadinho sem dúvida.. Na minha óptica no entanto, acho que é primordial tocar nos tecidos, que me interessa a mim a Heidi Klum, louraça na capa e lá dentro um tecido manhoso com um péssimo aspecto que faz com que aquilo fique a léguas de low cost, de tão mau que é..?!?

Mais uma vez, a montanha pariu um rato. Um rato muito pequeno. E pergunto-me eu de que vale para a empresa uma coisa destas?!? Há retorno?! O que fica aqui na lembrança? Eu comprei dois artigos, um vou devolver e fico com outro. O aspecto não é xpto mas ficava-me bem e sim o preço deste é low cost. E os outros? Como se fotografa um trench coat de fazenda para o catálogo e se apresenta em loja um tecido fraco, fraco, de fibra? Como se apresenta um casaco de cabedal castanho e em loja é esverdeado?!?! Mas estamos todos malucos?! 

O #letswow é o estilo de campanha que se assemelha às casas dos três porquinhos, começa por ser bem montada mas depois voa com demasiada facilidade.. E isto é mau. Porque o Lidl e a Esmara [a sua marca de roupa]  não precisavam disto. Tenho lá comprado muita coisa muito gira, camisolitas, calças que dão 10 a zero às marcas presentes nos shoppings e nunca precisei de ver uma Heidi Klum no pacote para o comprar.. 

Há algo de muito errado neste marketing e nesta estratégia. 

Caro Lidl Portugal, nunca se esqueçam 

Less is more… 

**

Advertisements