Carta ao Pai Natal. 

Querido Pai Natal,

Há muitos anos que não te escrevo. Nunca achei ter legitimidade, para, com uma idade destas [ainda] te escrever.. Acho sempre que quem te escreve são as crianças e a essas é que deves acudir.

Sabes Pai Natal, nem sequer te quero pedir nada, honestamente. Não preciso de nada material, não há nada material que me faça falta. Poderia pedir-te uma viagem, isto, aquilo, mas para quê?! Isso mudaria alguma coisa?! Nadinha.

Sei que nada acontece por acaso, que o que tiver que ser é e que não adianta forçar. Não se podem obrigar as pessoas a isto ou aquilo, a serem ou fazerem aquilo que gostaríamos. Porque a vida é mesmo assim e tu, melhor que ninguém, sabes disso.

Assim, Pai Natal, quero apenas Saúde. Apenas e só. Com ela vou, um dia, conseguir atingir tudo o que sonhei para mim. Não acredito que não vá. Porque a vida é aos poucos que vai dando certa e o caminho faz-se caminhando..

Onde, como e com quem quer que estejas, olha por mim. Só te peço isso.

Um Abraço,

**

Advertisements