Dreaming. 

São horas de me agarrar ao meu livrinho e, depois de ler umas páginas, me dedicar a essa arte que tão bem pratico: a arte do sonho..

Boa Noite

**

Advertisements

Ditadura do gorro. 

Sempre gostei de acessórios. Gosto de gorros, cachecóis, golas e tudo o que possa compor o visual e dar cor.

No Inverno visto-me [quase sempre] de preto integral. Calças pretas, saias pretas, casacos pretos, camisolas pretas. A cor que uso é nos cachecóis, nos colares, nos acessórios que uso.

Quando vivi fora aumentei em grande escala o meu stock de gorros e cachecóis. Acontece que aqui quase não uso gorros. Porque de manhã, se deixo o miúdo na escola, e vou de gorro, sou olhada de lado, como se saísse dali e fosse assaltar uma bomba de gasolina. Há um estigma no uso de gorro mesmo que estejam – 2 graus e esteja um frio de bater o dente. Lá fora toda a gente usa gorro, sem qualquer problema com isso, aqui é o que vemos.

Não vou deixar de usar gorro mas tenho que confessar que me sinto muito mal com os olhares de repúdio dos outros. Sou a mesma pessoa de fato, de calças rotas, de cabelinho arranjado e de gorro ou chapéu..

**

Wang Fuman e a semana. 

Bem sem tivéssemos que fazer um resumo desta semana, não poderíamos nunca deixar passar em branco a história de Wang Fuman, um menino de oito anos que caminhou durante 4,5kms a pé para ir à escola com temperaturas de tal ordem severas que chegou à escola com o cabelo congelado. Uma história de vida que nos deve a todos fazer olhar para tudo com outros olhos. Uma perseverança que lhe impeliu a não faltar ao teste que tinha nesse dia, e onde viria a ter a espantosa nota de 99%. Abandonado pela mãe e com um pai que vê muito raramente, é com a avó que vive [conjuntamente com a pequena irmã], ajudando-a nos trabalhos do campo quando regressa da escola..Eu juro que histórias destas me deixam a pensar… Tanta coisa, e tão bonita que podemos fazer pelos outros, tantas histórias incríveis que a Vida nos mostra, tanta força e ânsia de viver e vencer. Uma inspiração, este menino. Foi o tema da semana para mim. O que mais me tocou.

Semana também marcada pelas eleições do PSD que se assinalam hoje, Rui Rio e Pedro Santana Lopes venha o diabo e escolha. Santana Lopes pensei nunca mais ser capaz de regressar à vida política depois de episódios tristes do passado. Não lhe reconheço [pelo atrás mencionado] capacidades para ganhar a liderança daquele que era até há uns anos o principal partido da oposição. Neste momento não sei em que pé está o partido, para ser sincera. Rui Rio, acho-o assim um pãozinho sem sal.. Vamos ver, até às 20h há ainda muitos votos para acumular.

O caso da H&M, a multinacional sueca que deita tudo a perder numa campanha em que nem sequer percebe que alguém iria pegar de forma errada. Colocar um menino preto com uma camisola com o nome de macaco [ainda que o mais cool da selva], era coisa para cair mal a algumas mentes.. Não acho que fosse razão para tanto, mas enfim..

A polémica das apresentadoras do Festival Eurovisao que se realiza este ano em Lisboa. Porque são 4 mulheres, e vá, porra são todas brancas. Não há pretas, deficientes, asiáticas, amarelas e gagas. São todas perfeitas e giras e mulheres e brancas. A plataforma Capazes a dar assim um tirinho ao lado com esta história da falta de representatividade. Isto é só assim estranho e sem grande sentido.

O clima  iregular e estranho que se vive pelo mundo fora. Aqui chove, faz sol, chove, cai granizo, fica de noite, de novo dia, arco íris, chove, sol, 20 graus, 3, – 3 e pasme-se NEVE no deserto do Sahara esta semana!!! Isto é o planeta a avisar-nos de quê?!? De que se calhar é urgente fazer algo. 

A minha semana fica também marcada pelo regresso à fisioterapia, para conseguir amenizar estes ligamentos amarelos calcificados.. 

**