Sueca em dia não. 

Que Deus nos livre de tragédias destas e que possamos sempre ter “um Marcelo” que nos conforte a alma, que nos abrace, que interrompa os seus dias e as suas horas para dar alento a quem precisa. Porque a vida é muito preciosa, é preciosa demais para ser perdida a jogar à sueca num dia 13. Há torneios dolorosos. Este foi certamente um deles.

[E pergunto eu, porquê a um sábado cheio de gente?!? O destino?, uma salamandra a queimar demais para aquecer num dia gélido?! Porquê?!] 

[Tenho as mãos do professor Marcelo decoradas na minha mente, nunca as vi e sei-as de cor. Como outras, que tenho decoradas em cada linha, de cada palma].

Vila Nova da Rainha, Tondela, 13 Janeiro 2018

Advertisements