Da solidariedade. 

Já diz o ditado que é em tempos duros que vês os amigos que tens. Os que gostam verdadeiramente de ti, os que se preocupam verdadeiramente contigo. Já passou uma semana e ainda não consegui serenar. Tive pessoas impecáveis que mostraram a disponibilidade e a solidariedade que amigos de uma vida não mostraram. Na desgraça, as pessoas fogem todas. As pessoas querem é sucesso, querem é sorrisos e coloridos. Muito mais árduo é enxugar lágrimas, ou apenas fazer companhia a quem dela precisa, ou um telefonema para dar um alento ou um sorriso. A solidariedade e a amizade vêem-se aqui, neste agora, escuro e doloroso. Porque há um pequeno que é preciso erguer e que pode até parecer bem mas não está. Depois há a gestão dos silêncios e a harmonização dos barulhos. O equilíbrio dessa dicotomia é difícil para caramba..

Tenho passado os maiores traumas da minha vida. Tb pensar que poderia ser eu nesta situação, ou o meu filho. Pensar se fosse eu.. Tanta coisa que ficaria por dizer e por viver. Tanta coisa… 

** 

Advertisements