Night, Night

**

Advertisements

Thoughts. 

Penso muito no que tenho vivido, no que tenho vivenciado nestes últimos 2 meses. Não tem sido um processo fácil, mas como tudo na vida que não nos mata mas mói, sei que sou, hoje, uma pessoa muito mais capaz de enfrentar adversidades..

Viver todos os dias num hospital não é fácil. Viver 2 meses numa unidade de cuidados intensivos, com as mil histórias ao redor da [já tão triste] que estás a viver, é ainda mais doloroso.

Ninguém está preparado para uma mudança brutal, para ver uma pessoa ainda relativamente nova ficar para todo o sempre inválida, sem nada se poder fazer.. Sou muito mais forte do que aquilo que imaginava, sou [agora] capaz de não chorar, nem uma lágrima sequer deitar. Fui forçada a engolir as lágrimas porque não podia chorar à frente de A e B. Deixei pura e simplesmente de chorar. Se isso me é fácil? Não. Mas foi assim que teve que ser.

Tenho vivido muitas histórias no hospital, tenho visto muito entra e sai, tenho visto pessoas a acordar de coma, tenho visto como se acorda de um coma e se fica bem, como se acorda e não há remédio, como se entra em coma, como são diferentes as famílias, como há olhares vazios e outros dirigidos, como se espera a morte..

Ontem assistia a uma filha cuja mãe entrou em coma.. Cabeça curvada sobre o corpo inerte da mãe, numa expressão de dor que não tem comparativo. Um tumor na cabeça inoperavel que mudou em 3 meses a vida daquela família. Uma empresária, 61 anos, cujo final estava longe de se imaginar este.. E a filha despedia-se da mãe, com um sofrimento atroz, dizendo “Podes ir mãmã, não quero que sofras”.. Isto é mais do que ver a Anatomia de Grey ao vivo, é arrepiante, é angustiante… 

Quem me conhece bem sabe como posso eu reagir a uma coisa destas.. Imagina o sufoco que sinto, a angústia de que são forrados os meus dias..

Duro é pouco para vos conseguir descrever o quotidiano.. 

**

4 Abril. 

Parece que foi ontem a passagem do ano e já passaram 4 meses.. De facto, o tempo voa, voa muito depressa..

Um bom dia para esse lado, por aqui vou arranjar forças para aqui vos escrever situações duras que tenho vivenciado…

**