shopping online = gifts. 

Quem compra online recebe prendas, amostras, produtos teste.

Para primeira experiência no alimentar correu muito bem. Os legumes, as frutas, e os frescos vieram impecáveis, telefonaram-me para substituir produtos [uns aceitei, outros não, não troco fragrâncias de detergentes de roupa, nem gosto de polpa de tomate de marcas próprias].

Recebi uma caixa de bombons da Nestlé [das grandes], um Iogurte enorme de manga da Alpro Soja, caldos Knorr biológicos, um chá verde da Lipton, uns snacks de maçã desidratada, e um queijo creme. São produtos que os fornecedores enviam em quantidade que permita estas dádivas aos clientes do online ou em caso de reclamação. Isto já no meu tempo de grande distribuição funcionava assim, quanto mais agora.

Para primeira experiência não correu nada mal…tendo em conta as dores com que estava, foi uma grande ajuda.

**

Advertisements

Comprar online. 

Devo ser das únicas pessoas do mundo que gosta de andar nos supermercados. Costumo dizer que ser freelancer no trabalho que faço e gostar demais daqueles espaços foi uma simbiose perfeita. Gosto de percorrer os corredores, de analisar linear a linear, topo a topo, prateleira a prateleira. Vejo os folhetos e vibro com as promoções, dou valor aos cartazes, às campanhas e ao merchandising. Estou para os supermercados vs online, como para os livros vs kindle. Serei incapaz de ler um livro num Kindle assim como levei às últimas o recorrer ao supermercado online. Até hoje.
Ontem fui trabalhar, arrastei-me, e percebi a dada altura dentro de um supermercado que não tinha forças para comprar nada. Pensei rápido o que compraria para o jantar, que fosse leve [não conseguia carregar mais que uns 2 kilos], fácil e rápido. Comprei duas embalagens de panados, daqueles da Iglo, que para quem faz panados caseiros como eu, não valem nada.

A febre não me deixou saborear, mesmo assim não gostei. Mas comi para tomar a medicação. Hoje, seria o dia das compras, pensei.

Acordei mal. E lembrei-me de pedir ajuda [conheço muita gente na distribuição, não haveriam de me negar]. Liguei, percebi como se fazia e lá entrei no site para começar a minha saga de compras. Parecia uma velhota de 90 anos. Que enfado é comprar online.

86 euros depois lá consegui reunir uns 45 artigos. Esqueci-me de algumas coisas [nada de muito importante] e liguei agora para quem conheço bem para que me garantissem frescura e validade dos frescos. Que isso para mim era essencial.

Foi a primeira vez que recorri ao online no alimentar. Trabalho diariamente nisto e desta vez percebi que não conseguiria safar-me sozinha. Já garanti que me ajudam, que não posso sequer com um garrafão de água. Que tudo é feito ao ritmo lento que consigo.

O online não me convence. Enquanto na vida houver pessoas, nunca [para mim] os computadores as substituirão. Mas que dá muito jeito que outros me possam ajudar, isso, sem dúvida.

**

Bom dia. 

Novo dia a romper. Cinzento, cinzentinho. Deve ser como ontem, 4 estações num. É terça feira e eu tenho os meus projectos feitos, parecia que adivinhava que a febre se instalaria..

Bom dia, Especiais

**