CR7

Confesso que me tenho sentido sem energia. Tive nestes últimos dias situações complicadas de gerir e confesso que me fui abaixo. Não foram situações que me afectaram directamente a mim, pode ser que um dia as consiga aqui trazer, quando estiverem resolvidas. Tem muito a ver com o poder de um boato e como este pode destruir e/ou aniquilar uma vida. Não deve haver nada pior para um Homem [sério] do que serem postos em causa os seus valores, a sua honestidade, a sua integridade, a sua dignidade.. Não sendo próxima dessa pessoa, senti que lhe devia manifestar toda a minha solidariedade, e manifestei-a com um telefonema a dizer que acreditava piamente nele. O que é certo é que esta história mexeu comigo. Um dia, aqui a trarei, sob o tema “O poder de um boato”.

Achei que ia estar dias sem aqui conseguir vir. Nunca sei quem me lê, quem me procura ler, se faz algum sentido continuar a escrever, mas depois sou incapaz de aqui não vir.

Falar do jogo de ontem é falar desse desportista maior que a aura, que se chama Cristiano Ronaldo. 

Não precisaria a imprensa internacional de dar eco do seu enorme e valente potencial, para toda uma nação rebentar de orgulho pelas costuras, com um jogador como este. Já aqui escrevi inúmeras vezes, toda a gente sabe o que penso dele, mas a cada dia me convenço mais que estamos perante o melhor do mundo e que nunca haverá nenhum como este… 
Um orgulho gigante.

Bravo, Cristiano Ronaldo!

**

Advertisements