Just a tree. 

Tenho assim um certo fascínio por árvores, por pedras, por pássaros, por plantas verdes, enfim por coisas simples, daquelas que há por aí aos pontapés e que mesmo tropeçando nelas, tantas vezes não as vimos. Demoro-me cada vez mais com os pequenos detalhes e há dias como o de hoje em que demoro muitas [tantas] horas até que a “telha” da manhã me passe. Tentei tirar fotos a sorrir, num sorriso esfrangalhado que nunca saiu. Não consegui tomar o pequeno almoço, não consegui ter a simpatia que é suposto nos primeiros projectos da manhã. Enfim, foi o que foi… Há certas vantagens quando ninguém nos conhece ao ponto de se aperceber do que seja. 

Amanhã é outro dia. 

Boa Noite. 

** 

Pequenos luxos. 

Por vezes precisamos de abrir os olhos e olhar para coisas que antes nada nos diziam..

Hoje, resolvi agarrar no almoço e ir comer para o parque. 36 graus, um calor abrasador, Verão autêntico mas daquele bom. Agarrei na banana, nas uvas, na merenda mista, e na garrafa de água e lá fui eu.

Quantas pessoas têm este privilégio?! O de fazer estas pausas, sem horas marcadas, sem a azáfama de uma vida cheia de corre corre?! Não posso dizer por palavras o bem que me soube, o reconfortante que foi, e como fui tão burra por não ter feito isto mais vezes.

Aproveitar estes pequenos momentos, que no fundo valem tanto.. Estar sozinha durante tantas horas dos dias já não me aflige. Já não me pode afligir.

**

New day. 

Mais um dia a romper. Já com o sol a despontar e a adivinhar mais um dia que poderá chegar aos 40 graus. Que Outono quente, abrasador.

Bom dia para esse lado.

**