Do [já não] sonhar. 

Não quero [porque não quero mesmo!] deixar de sonhar. E não tenho sonhado. Acordo vazia do que lá vivi. E isso nunca me aconteceu. Nunca. Não quero, nem me posso permitir, deixar de sonhar. Não sei como se sonha, porque se sonha, mas queria saber. Porque deixei de sonhar e isso é que não pode, mesmo, ser.

**

Advertisements