I’m alive. 

Não tem tamanho nem explicação aquilo que vivi e estou a viver. Desde a visita da Leslie que não tenho água, luz, Internet ou comunicações. O cenário de destruição à minha volta é desolador. Árvores centenárias destruídas, carros amolgados, vidros partidos, edifícios com telhados que voaram, postes virados, cabos de electricidade revirados, centenas de árvores partidas, folhas em todo o lado, baldes partidos, muros arrancados, vedações viradas do avesso e rostos destroçados.

Nunca na vida tive tanto medo da natureza. Nunca tinha sentido como a natureza é muito mais potente do que imaginamos.

A vida ainda está longe do normal…. a minha empresa deu-me total à vontade para não trabalhar esta semana se assim entendesse, gesto que muito me tocou. Nestas horas pensamos em tudo, do tomar banho por exemplo, essa maravilha que já me parece uma raridade, a quem está longe e com quem não podemos chorar no ombro esta situação.

Eu estou bem. Apesar de tudo, eu estou bem. Aprendemos com tudo não é?!

**